http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=678903


Atração da VII Bienal Internacional de Dança do Ceará, o III Fórum Latino-Americano de Videodança traz para o debate questões pertinentes a videodança, como a formação dos profissionais, as redes de colaboração, produção e financiamento
A produção de videodança na América Latina apresenta um fôlego incrível, percorrendo uma trajetória ascendente de amadurecimento e expansão. Dentre as iniciativas que surgem para o fortalecimento e a divulgação dessa arte, destaca-se o trabalho desenvolvido pelo Fórum Latino-Americano de Videodança (FLV), que tem como um de seus parceiros o “Dança em Foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança”, no Rio de Janeiro.

Em sua terceira edição, o FLV chega a Fortaleza, acolhido pela VII Bienal Internacional de Dança do Ceará. Entre os dias 13 e17 de outubro, o Fórum debaterá uma série questões pertinente ao campo da videodança, como a sua difusão em plataformas tradicionais e inovadoras (formatos de projeção e emissão nos festivais de videodança e em outros suportes como TV, cinema, telefonia celular, internet); formação dos profissionais (com foco em projetos futuros nas universidades); as redes de colaboração, produção e de financiamento.

Reflexões a respeito do levantamento dos espaços da crítica na videodança, tanto na imprensa como nos setores de pesquisa nos distintos países da América Latina; interação sobre métodos de curadoria, seleção e apresentação do material ao público nos vários festivais, e as iniciativas de encontros acadêmicos e publicações, também são assuntos que integram a pauta de discussão.

Terreno Fértil
Para a coreógrafa Silvina Szperling, diretora do Festival Internacional de Videodança de Buenos Aires e coordenadora do Fórum, a criação do evento surgiu a partir da necessidade de se aprofundar e ampliar a rede de contatos, intercâmbio de ideias e colaboração entre festivais, curadores e iniciativas de propagação e educação da videodança na América Latina.

“É um encontro em que nos alegramos ao ouvir as notícias dos colegas, em descobrir pensamentos diferentes a cerca da linguagem, desconstruir nossos conceitos prévios, conhecer experiências de gestão, a realidade de cada país participante e contribuir para a construção e o crescimento dos novos”, explica Szperling, acrescentando em seguida: “o Fórum é um terreno fértil para o cultivo de planos em comum, para sonhos futuros e para o diálogo sincero e fecundo”.

Segundo Andrea Bardawil, coordenadora pedagógica da VII Bienal Internacional de Dança do Ceará, a presença do Fórum na cidade é bastante significativa, uma vez que, além de possibilitar a troca de experiências entre as companhias latinas, é uma forma de se divulgar os trabalhos produzidos pelos grupos cearenses. “É realmente um espaço que se constrói junto, um momento rico de aprendizado”, diz.

A programação do III Fórum Latino-Americano de Videodança contará com atividades públicas e grupos de trabalhos específicos, mostras de vídeos e conversas com curadores (os chamados “intervalos curatoriais”). De 13 a 15 de outubro, o público poderá conferir um panorama da produção recente de videodança produzida na América-Latina, em seus diversos países. A seleção dos vídeos foi realizada pelos organizadores de cada festival.

Na quinta, 15, haverá ainda uma mesa-redonda sobre o tema “Dança em Novos Formatos”, que contará com a participação de Nayse Lopes (RJ), Ivani Santana (BA) e Alexandre Veras (CE). Para encerrar o Fórum na sexta, 16, será realizado um Painel de Festivais e Canais de TV, tendo como participantes Lynette Kessler (Dance Camera West, Los Angeles, EUA), Alberto Magno (FRAME, Porto, Portugal), Bibiana Ricciardi (Canal À, Buenos Aires, Argentina) e Paulo Linhares (TV Povo).

Produção recente
Colômbia, Chile, México, Bolívia, Uruguai, Cuba, Paraguai, Argentina e Brasil são os países que terão vídeos exibidos na mostra de videodança Mosaico Latino, que acontecerá de 13 a 15 de outubro, no Auditório do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura; como parte da programação do Fórum.

A mostra começa com uma seleção da Colômbia, realizada por Soraya Vargas e Dixon Quitian, curadores do “Videomovimiento - Festival Internacional de Videodança”. Em seguida, a seleção da chilena Brisa Muñoz Parra, curadora do “FIVC1. 0. Festival Internacional de Videodança de Chile”.

A programação do primeiro dia encerra com a seleção do México, feita por Ximena Monroy, curadora do “Agite y sirva - Festival Itinerante de Videodança”.

Vídeos da Bolívia, Uruguai e Cuba serão exibidos na quarta-feira. Da Bolívia, o público poderá conferir uma seleção do “Cuerpo digital-Festival Internacional de Videodança”, idealizado pela curadora Sofía Orihuela.

Na sequência, é a vez de trabalhos do “FIVU - Festival Internacional de Videodança del Uruguai”, numa seleção do curador Diego Carrera. Para fechar o segundo dia, Cuba entra em cena com trabalhos do “Festival Internacional de Videodança de Havana”, selecionados pela curadora Roxana de los Ríos.

O último dia da mostra terá a exibição de trabalhos do Paraguai, Argentina e Brasil. Do Paraguai, Javier Valdéz e Juana Miranda apresentam uma seleção do “Crear en Libertad - Encuentro Internacional de Danza y Artes Contemporáneas de Asunción”.

A segunda seleção do dia é de Silvina Szperling, curadora do “Festival VideoDanzaBA - Festival Internacional de Videodanza de Buenos Aires”. Representando o Brasil, Paulo Caldas, Eduardo Bonito e Alexandre Veras exibem uma seleção de videodança do “Dança em foco – Festival Internacional de Vídeo & Dança”, do Rio de Janeiro, e do “Encontro Terceira Margem”, que equivale a uma intervenção no mundo das imagens, visando criar um espaço qualificado para a exibição de dança e para a formação de um pensamento crítico.

Sendo também um importante espaço de reflexão sobre as relações entre corpo, imagem e dança na produção artística contemporânea.

Programação
13/10 (terça): 9h às 12h - Encontros e Debates. 19h às 22h - Intervalos curatoriais: Alexandre Veras.15h às 17h - Mosaico Latino-Americano - Mostra Latino-Americana de Videodança. 15h - Colômbia: Videomovimiento. Festival Internacional de Videodanza. Curadores: Soraya Vargas e Dixon Quitian. 16h - Chile: FIVC1.0. Festival Internacional de Videodanza de Chile. (42 min.).Curadora: Brisa Muñoz Parra. 17h - México: agite y sirva. Festival Itinerante de Videodanza. Curadora: Ximena Monroy.

14/10 (quarta): 9h às 12h - Encontros e Debates. 19h às 22h - Intervalos curatoriais: Silvina Szperling. 15h - Mosaico Latino-Americano - Mostra Latino-Americana de Videodança.15h - Bolívia: Cuerpo digital. Festival Internacional de Videodanza. Curadora: Sofía Orihuela. 16h - Uruguai: FIVU. Festival Internacional de Videodanza del Uruguay. Curador: Diego Carrera. 17h - Cuba: Festival Internacional de Videodanza de La Habana. Curadora: Roxana de los Ríos.

15/10 (quinta): 9h - Mesa-Redonda: Dança em novos formatos. Com Nayse Lopes (RJ), Ivani Santana (BA) e Alexandre Veras (CE). 11h - Encontros e Debates. 19h às 22h - Intervalos curatoriais: Paulo Caldas e Eduardo Bonito.15h - Mosaico Latino-americano - Mostra Latino-americana de Videodança.15h - Paraguai: Crear en Libertad. Encuentro Internacional de Danza y Artes Contemporáneas de Asunción. Curadores: Javier Valdéz y Juana Miranda. 16h - Argentina: Festival VideoDanzaBA. Curadora: Silvina Szperling. 17h - Brasil: dança em foco - Festival Internacional de Vídeo & Dança (RJ) e Encontro Terceira Margem - Bienal Internacional de Dança do Ceará (CE). Curadores: Paulo Caldas, Eduardo Bonito, Alexandre Veras.

16/10 (sexta): 9h - Painel com Festivais e canais de TV.11h - Encontros e Debates

17/10 (sábado): 9h às 12h - Avaliação (restrito aos participantes do Fórum)

13/10 a 16/10 (terça a sexta):14h às 17h - Grupos de trabalho (restrito aos participantes do Fórum).

Mais informações
Mostra de Vídeo do III Fórum Latino-Americano de Videodança - De 13 a 17 de outubro no Auditório do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Contatos: (85) 3219.3803 ou pelo site oficial: www.bienaldedanca.com. Entrada gratuita.

ANA CECÍLIA SOARES
REPÓRTER

Visitas: 369

Incluir comentario

¡Necesitas ser un miembro de movimiento | movimento para añadir comentarios! | É preciso ser membro para incluir comentários

Participar en movimiento | movimento

Danza y cultura en red | Dança e cultura em rede

Este es un proyecto  de

Marlon Barrios Solano

Creada por la Red Suramericana de Danza en asociación con idanca.net y Associação Cultural Panorama | Criada pela Red Sudamericana de Danza em parceria com idanca.net e Associação Cultural Panorama.

This network is maintained and administrated by Marlon Barrios Solano as an independent art/curatorial/social innovation project.

You can donate to support my work here:

WOULD YOU LIKE MAKE A ONE TIME DONATION?

Become my patron:

Become a Patron!


Support  making a single donation of any amount.
Thank you!

Contact:

marlon@dance-tech.net

for more information

YOU MAY DONATE BITCOIN HERE

WALLET

38rswPwwQB67cbe8z1E72PhtQCM1umpyjK

© 2020   Creado por Red Sudamericana de Danza.   Tecnología de

Emblemas | Badges  |  Reportar problema  |  Términos de servicio