¿Estás interesado/a en llevar a cabo una experiencia de intercambio profesional y artístico entre países?

Cómo organizarías una experiencia fructífera de intercambio artístico y profesional entre instituciones privadas u oficiales aprovechando las herramientas comunicativas que brinda Internet en la actualidad. Es decir, cúales serían los puntos iniciales o los "tips" principales que aconsejarías sobre el intercambio para crear una experiencia enriquecedora en ambas partes.

Cómo vocé organizaría uma experiencia benéfica de intercambio artístico e profissional entre instituçoes privadas ou públicas de diferentes países, aproveitando as ferramentas comunicativas que oferece Internet na atualidade. Ou seja, quais seríam os pontos principais ou "tips" que vocé aconselharia para criar uma experiencia enriquecedoura para as ambas partes.

Visitas: 528

Archivos adjuntos | Anexos

Responde a esto | Responder esta

Respuestas a esta discusión | Respostas a este tópico

Hola Vladia, no momento estou utilizando a internet para poder dar aulas, compartir de maneira rápida, operativa (operacional) e a mais de umas poucas pessoas.
o fato de poder criar e trabalhar concepçoes artisticas por o meio virtual pode ser algo que seja interessante para desenvolver tendo a distancia fisica como base fundante, quero dicer, a barreira distancial es nula via internet. Como voce comentou, e pelas experiencias em cursos e workshops que tive em minha formaçao, ficaria em mente o lugar do encontro face to face, este lugar do corpo com cheiro, forma e respiraçoes... como poderiamos encarar esta nueva situçao...
O que quero dicer é, o contato corpo a corpo entre criadores, professores, artistas perfomaticos, o espacio de trabalho e a resposta do "momentum". Falemos mais, gostaria muito de poder encontrar " o como" e as arterias que se podem utilizar para desenvolver, algum trabalho nacido da internet e sua conectividade.

Vládia Queiroz dijo:
Procurar pontos em comum pode ser uma chave inicial. Semelhanças na diferença, promovendo diálogos interdisciplinares. Pensar e criar em dança é antes de tudo pensar e criar movimentos. No meu caso, minha formação é em teatro, com mestrado em andamento e pesquisa voltada para performance. Intercâmbio artístico nos dias de hoje é antes de tudo dissipar as fronteiras das artes e propor cruzamentos e novas arquiteturas artísticias. Minha pesquisa é sobre performance e tecnologia, centrando-me no que é chamado contemporaneamente de teleperformance. A Internet é uma grande ferramenta não só de comunicação, mas de criação. Creio que quando pensamos em experiências em artes, não estamos falando só de como compartilharmos nossas ilhas poéticas, mas como criamos novos olhares sobre nós mesmos e fazemos isso é colaboratividade. Estaria, pois, no centro de um intercâmbio artístico, a possibilidade de criação coletiva, através das pesquisas individuais. Afinal, quando falamos de intercâmbio falamos de troca, um ritual de troca, e como todo ritual exige uma avassaladora experiência, esta deveria vir pela criação. Como toda teoria também deve surgir.

RSS

Danza y cultura en red | Dança e cultura em rede

Este es un proyecto  de

Marlon Barrios Solano

Creada por la Red Suramericana de Danza en asociación con idanca.net y Associação Cultural Panorama | Criada pela Red Sudamericana de Danza em parceria com idanca.net e Associação Cultural Panorama.

This network is maintained and administrated by Marlon Barrios Solano as an independent art/curatorial/social innovation project.

You can donate to support my work here:

WOULD YOU LIKE MAKE A ONE TIME DONATION?

Become my patron:

Become a Patron!


Support  making a single donation of any amount.
Thank you!

Contact:

marlon@dance-tech.net

for more information

YOU MAY DONATE BITCOIN HERE

WALLET

38rswPwwQB67cbe8z1E72PhtQCM1umpyjK

© 2022   Creado por Red Sudamericana de Danza.   Tecnología de

Emblemas | Badges  |  Reportar problema  |  Términos de servicio