Memória Plataforma Internacional de Dança da Bahia 2009 e novidades 2010

A PID, evento internacional de dança contemporânea, realizado pela
primeira vez em 2009, surge do impulso da diretoria de dança da Fundação
Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), para proporcionar ao meio da Dança baiano
um evento que propiciasse visibilidade e acesso para a dança contemporânea
produzida no estado. Este impulso encontrou grande reverberação na classe
artística, massivamente convocada a participar.

A PID pretende ser mais do que uma vitrine de artistas, buscando tornar-se um celeiro de trocas artísticas e metodológicas, um espaço de
oportunidades de intercâmbios e produção de conhecimentos acerca do que
representa todo o labor da dança, além da importante missão de fomentar um
ambiente de conexão entre artistas da dança contemporânea baiana e o mundo.

A I Plataforma Internacional de Dança da Bahia, realizada entre os dias 15 e 21 de setembro, em
Salvador, teve ênfase em
“conexão latino-americanas”, em virtude da falta de diálogo com
importantes vizinhos da América Latina.
Sua programação foi concomitante e complementar ao 8º Encontro
Anual da Red Sudamericana de Danza (RSD),
agregando a
este encontro excelentes oportunidades de troca criativa.

O projeto reuniu profissionais da dança de países sul americanos, promovendo
capacitação, circulação e cooperação através de mesas redondas, oficinas e
debates, além de dez espetáculos da Bahia e da América Latina. As oportunidades
de intercâmbios e produção de conhecimentos acerca da Dança foram criadas com
uma série de atividades promovidas: realização de espetáculos, residência
artística, workshop, espaço de intercâmbio criativo e catálogo digital dos
grupos locais.

Foram realizados 06 dias de evento, com aproximadamente 70 participantes, vindos de 06 cidades do Brasil (Curitiba, Uberlândia,
Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus e Salvador) e de 16 países (Argentina, Chile,
Colômbia, Bolívia, Venezuela, Equador, Reino Unido, Uruguai, Paraguai, Peru,
Estados Unidos, Porto Rico, México, Cuba, Itália e Brasil). O evento contou com
07 parceiras institucionais (SEBRAE, Bahiatursa, UFBA, Secult, Proceda, SESC
Ipiranga, Idança) e 16 colaboradores de 7 países parceiros (
Ministerio
del Poder Popular para la Cultura / IAEM – Venezuela, Diretoria de Dança da
Funceb, Dirección Nacional de Cultura / MEC - Uruguay, Centro Cultural de
España - Paraguay, Ilustre Municipio de Esmeraldas - Ecuador, Universidade
Federal de Bahia – Escola de Dança, Universidad Nacional Experimental de las
Artes – UNEARTE - Venezuela, Universidad de Puerto Rico, Programa de Estudios
de La Mujer y Género, Facultad de Artes de la Universidad Distrital – ASAB -
Colombia, Instituto Universitario Nacional de Arte - Argentina, Universidad de
Puerto Rico, FIPI, Itaú Cultural, Idanca.net, SESC Ipiranga, Proceda, Dimenti
).

A Bahia conquistou a credibilidade destes parceiros e alcançou visibilidade através da dança.

Aproximadamente 750 pessoas assistiram aos espetáculos e performances da PID, espalhados nos 4 espaços de apresentações artísticas (Foyer
da UFBA, Sala do Coro, Sala Principal do TCA, Cabaré Vila Velha) e 10 espaços
de trabalho (Foyer da UFBA, Sala 6/7, Teatro do movimento, Auditório SEBRAE, Sala
da pós, Espaço administração, Sala do Coro, Sala Principal do TCA, Cabaré Vila
Velha, Cantina, ruas de salvador).

Foram realizadas 10 apresentações artísticas; 01 mini-residência sobre dança e antropologia, através de investigação em campo
nas ruas da cidade (projeto “Oráculo-Urbano”), 01 oficina de contato
improvisação, 02 capacitações sobre novas tecnologias e formas de trabalho em
rede com professores internacionais, 02 mesas de trabalho sobre Educação em
dança na América Latina e Epistemologia do Sul; o lançamento de 01 livro; além de espaços de convívio, troca, debates, exposição, avaliação e projeção.

Duas destas iniciativas foram inéditas e merecem destaque no contexto de iniciativas locais: a
criação de um catálogo virtual, que agrega, valoriza e dá
visibilidade para grupos e artistas baianos, lançado com grande comemoração
durante o evento e a realização do Seminário Economia da Dança – Edição Bahia,
apoiado pelo SEBRAE.

Vale destacar que a PID contou com a total colaboração e cumplicidade dos artistas e
profissionais envolvidos, que torcem pelo projeto e por sua continuidade.

A
PID
2010 já está a pleno vapor! Estabeleceu-se uma comissão de curadoria que
trabalha na elaboração de um método de seleção de trabalhos, baseado em Fluxos
Colaborativos, tema deste ano. E outros nomes se chegaram a nossa equipe e
trabalham para sua realização neste ano.

Nossa convocatória será aberta dia 07 de março e aceitaremos trabalhos até dia 31 de
maio deste ano.

Acompanhem nossas novidades no site da plataforma: www.pidbahia.com.br
ou esclareçam suas dúvidas pelos emails contato@pidbahia.com.br
ou pidbahia@gmail.com.




Abs,



Equipe PID–BA / 2010


Visitas: 112

Incluir comentario

¡Necesitas ser un miembro de movimiento | movimento para añadir comentarios! | É preciso ser membro para incluir comentários

Participar en movimiento | movimento

Danza y cultura en red | Dança e cultura em rede

Este es un proyecto dance-tech.net desde 2018 y es curado por

Marlon Barrios Solano

Creada por la Red Suramericana de Danza en asociación con idanca.net y Associação Cultural Panorama | Criada pela Red Sudamericana de Danza em parceria com idanca.net e Associação Cultural Panorama.

© 2019   Creado por Red Sudamericana de Danza.   Tecnología de

Emblemas | Badges  |  Reportar problema  |  Términos de servicio